Categorias
autocuidado cuidadores familiares cuidadores profissionais

Textos que eu li…

“Textos que eu li” selecionados por nós. Porque cuidar também é ler e ouvir…

Quando vier a Primavera

“Alberto Caeiro é o Mestre dos heterónimos pessoanos e do próprio Fernando Pessoa. Poeta bucólico, “de espécie complicada”, Caeiro dizia que “o verso nunca se emenda”. Recordamos o autor de “O Guardador de Rebanhos” com este poema “Quando vier a Primavera”, dito pelo ator Pedro Lamares.” (RTP)

Quando vier a primavera de Alberto Caeiro (RTP)
Quando vier a primavera,
Se eu já estiver morto,
As flores florirão da mesma maneira
E as árvores não serão menos verdes que na primavera passada.
A realidade não precisa de mim.
Sinto uma alegria enorme
Ao pensar que a minha morte não tem importância nenhuma.
Se soubesse que amanhã morria
E a primavera era depois de amanhã,
Morreria contente, porque ela era depois de amanhã.
Se esse é o seu tempo, quando havia ela de vir senão no seu tempo?
Gosto que tudo seja real e que tudo esteja certo;
E gosto porque assim seria, mesmo que eu não gostasse.
Por isso, se morrer agora, morro contente,
Porque tudo é real e tudo está certo.
Podem rezar latim sobre o meu caixão, se quiserem.
Se quiserem, podem dançar e cantar à roda dele.
Não tenho preferências para quando já não puder ter preferências.
O que for, quando for, é que será o que é.

Alberto Caeiro in Poemas inconjuntos
Partilhar em...

Por Filipa Pico

Fundadora da Lulu e os Maiores porque tive uma parte do papel de cuidar da Lulu…
Dementia Practice Development Coach, certificada pela University of Worcester – Professional Development: Expert Practice in Delivering Person-Centred Dementia Care PG Award. Com pós-graduação em “Gestão de equipamentos e serviços destinados a pessoas idosas” (ESSCVP).
Formadora de cuidadores profissionais e familiares de pessoas mais velhas (certificada pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional – IEFP).
Ler mais em https://lulueosmaiores.com/equipa/