Categorias
cuidadores familiares cuidadores profissionais

Amália, a gatinha cuidadora

Emília é cuidadora da mãe que tem 97 anos.

Para a Emília, os dias sucedem-se, uns atrás dos outros, todos iguais … Levantar, preparar o pequeno-almoço, arranjar-se e, depois cuidar da mãe até à hora de deitar.

Emília, sempre se dedicou a sua família, mas tinha os seus momentos, os seus passeios, as suas férias. Mas, agora já não sabe o que é sair de casa. Já nem sai para ir às compras, porque, a sua mãe já não está capaz de ficar sozinha.

À beira de uma tristeza profunda, que se manifesta no cansaço de quem cuida, vive com uma grande aceitação e abnegação, aceitando o que a vida lhe deu.

Um dia … do nada, chega a Amália. Uma gatinha com apenas 1 mês, a precisar de cuidados e de uma casinha. Emília acolheu-a com muito amor e tornaram-se logo as melhores amigas.

2021-09-29 - Amalia a gatinha cuidadora

Amália adaptou-se muito bem à sua nova família, como quem diz “Não te venho dar trabalho, esse já tu tens. Venho alegrar os teus dias. Desabafa comigo sempre que quiseres. Estarei sempre aqui para ti. Mesmo quando durmo, estou a ouvir-te.”

É realmente inacreditável observar os benefícios que a Amália concedeu a esta família, principalmente à Emília.

A gatinha corre de um lado para o outro, naquela casa, espalhando sorrisos. Para espanto de todos, no primeiro dia, percebeu logo onde era a caixinha da areia, a sua caminha, onde estava a paparoca e a água.

A Emília já não se sente só. Os seus dias passaram a ter cor e movimento. Já não está apenas focada na mãe e conseguiu arranjar momentos só para ela, porque “Amália precisa de brincar e de atenção.”, diz ela com uma expressão de felicidade.

O vínculo entre a Emília e a Amália é simples, espontâneo e genuíno. Esta gatinha quando entrou na vida da Emília empurrou a solidão para bem longe. Os dias da Emília já não são todos iguais. Agora, a Emília voltou a ter os seus momentos, porque todos os dias brinca e dá atenção à Amália.

A vida encontra a felicidade nas coisas simples. O vínculo entre os animais e as pessoas é simples, muito simples.

Os animais podem ser os cuidadores dos cuidadores dos nossos Maiores. Não há dúvidas, com este testemunho da Emília a quem agradecemos muito, e esperamos que possa ser uma inspirador para todos os cuidadores que queiram estabelecer uma parceria emocional com um gato, ou outro animal que amem.

Helena Correia da Companhia dos Focinhos

Partilhar em...

Por Rita Paes de Faria

Pós-graduação em “Terapia Assistida por Animais” (ISPA) e Certificação como Dupla de Intervenções Assistidas por Animais, com a sua cadela Hopi, pela Associação ÂNIMAS.
Em 2018, abraçou um sonho com o lançamento do Projeto Companhia dos Focinhos, que tem como missão inspirar todas as pessoas em todas as idades, para uma interação saudável com os animais, numa perspetiva lúdica, emocional, educativa e social.