Categorias
recursos

Justiça Intergeracional

Tendo como objetivo a justiça intergeracional, a Fundação Calouste Gulbenkian, em conjunto com a School of International Futures, desenvolveram uma ferramenta inovadora que permite avaliar de forma sistemática e imparcial o impacto das políticas públicas nas diversas gerações, presentes e futuras, ajudando a prevenir futuros desequilíbrios intergeracionais.

2021-09-06 - Lulu e os Maiores - Justica intergeracional
Imagem adaptada de Fundação Calouste Gunbenkian

O que é?

A Metodologia de Avaliação de Políticas Públicas é uma ferramenta inovadora que permite avaliar de forma sistemática e imparcial o impacto das políticas públicas nas diversas gerações, presentes e futuras, ajudando a prevenir futuros desequilíbrios intergeracionais.

A quem se destina?

Especialistas do setor público, que tenham como função desenvolver pareceres e recomendações formais ao governo.

Sociedade civil: universidades, think-tanks, media e outras entidades ou cidadãos (é aqui que nos incluímos como cuidadores profissionais ou familiares) que tenham a intenção de fazer os seus próprios juízos, para ficarem mais informados e poderem fazer pressão sobre o poder político.

Fundação Calouste Gulbenkian

Para que serve?

– Disponibilizar informação sobre o impacto das políticas a longo prazo

– Incentivar a consideração dos impactos intergeracionais na definição de políticas

– Promover debates rigorosos sobre temas que impliquem decisões difíceis, tornando mais claras algumas escolhas políticas

– Gerar novas vozes e perspetivas que atualmente não são ouvidas

– Mobilizar os cidadãos enquanto eleitores

– Alavancar futuras exigências externas (por exemplo, da UE e da OCDE) para exercer pressão sobre o sistema político

Fundação Calouste Gulbenkian

Para mais informações e caso deseje aceder aos recursos disponíveis, sugerimos a visita a página: Políticas públicas justas para todas as gerações.